quinta-feira, 17 de novembro de 2022

VISEU – ELEIÇÕES SUPLEMENTARES 2023: A informação errada é pior que a desinformação

 

É de conhecimento público e notório que as eleições suplementares no Município de Viseu, no bojo da decisão exarada no processo 0602502-92.2022.6.14.0000 está confirmada. A Presidente do Tribunal Regional Eleitoral determinou que as eleições suplementares no Município serão realizadas no dia 05 de fevereiro do ano de 2023.Esse ponto não se discute mais.

Essa informação há muito circulava nas redes sociais. Entretanto tratavam-se apenas de especulação, em vista do que o calendário de eleições para o ano de 2023, informava as datas prováveis: 03/01, 05/02, 05/03 ou 02/04.

Ao julgar o pedido formulada por Carla Dulcirene Parente Novaes,  no bojo do processo antes referido, a data de 05 de fevereiro de 2023 o TRE/PA pôs fim a especulação.

Agora, já se encontra circulando nas redes sociais, informações a respeito do pleito. Na realidade para que as ações adquiram efetividade, precisam constar de uma Resolução que deverá ser expedida pelo Tribunal Regional eleitoral do Pará – TRA/PA que tratará de todos os procedimentos legais que irão cercar a referida eleição suplementar.

Antes de isso acontecer, tudo que não passará de mera especulação. A informação errada e pior que a desinformação. Vamos aguardar a Resolução.

Quando me perguntavam se a data era definitiva eu dizia que não. Estava dentro de um quadro possível. Agora se me perguntarem se essas datas que estão circulando  nas redes sociais são definitivas, eu direi que não sei. Prefiro aguardar a expedição da Resolução que trará instruções de como os partidos deverão proceder. Uma eleição não é só realização de convenção, registro de candidatura e inicio da propagando eleitoral. Tem muito mais que isso.

Sugiro então que aguardemos um pouco mais.

O QUE ESPERAR DESSA ELEIÇÃO?

Essa eleição não vai ser diferente das outras, senão vejamos:

1.       FORMAÇÃO DAS COLIGAÇÕES:

a)      O candidato sairá em busca de partidos para compor as coligações;

b)      O candidato já estará escolhido;

c)       Não caberá aos filiados opinar sobre o candidato – tem que comer o prato feito;

d)       Escolha será por quem nem sequer conhece o Município, mas, precisa ter em Viseu, um prefeito de dentro de seu grupo;

e)      Qual será a função dos partidos que comporão a coligação, a não ser dar sustentação política ao candidato?

f)       Durante a campanha não será colocada a mostra para o eleitorado os partidos que comporão a coligação;

g)      Nenhum presidente de partido terá vez nem voz;

h)      Fechadas às urnas, cada partido segue seu rumo e o partido do vencedor será o único a fazer parte do governo; e

i)        Os demais seguirão no ostracismo (só serão lembrados na próxima eleição)

2.       FORMAÇÃO DE GOVERNOS

a)      Os partidos membros da coligação vencedora não terão espaço no governo;

b)      Os partidos que fizeram parte da coligação não poderão sugerir, opinar, participar das ações do governo municipal;

c)       Acaba aqui.

3.       O PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA EM VISEU

a)      O PDT/Viseu fez parte da coligação que elegeu Isaias Neto e Franklin Costa, prefeito e vice-prefeito de Viseu nas eleições municipais de 2020, cassados e afastados de seus cargos;

b)      O PDT/Viseu quando começou a perceber que não teria como participar do governo municipal, preferiu afastar-se da base de apoio ao prefeito a contribuir com  o que estava acontecendo;

c)       Nessas eleições o PDT/Viseu vai continuar seguindo sua linha partidária que está bem definida em seu Estatuto Social.

d)      Defender os interesses do povo é a nossa marca mais forte.

4.       QUAL CANDIDATO QUE O PDV/VISEU VAI APOIAR?

a)Terá esse candidato compromisso com o Município de Viseu?

b) O que ele já fez o credencia a mais uma vez governar o Município?

c) Existe alguma coisa em governos anteriores que deponham contra seu passado?

d) Continua a merecer o apoio do povo?

e) Quem é esse candidato?

f) Quem está por trás dele?

g) Quais são os interesses que movem essa candidatura?

Responder essas perguntas será fundamental na hora da escolha do candidato a prefeito nessas eleições suplementares.

Mais importante que eleger um prefeito é sentir-se livre para poder fiscalizar os atos do governo.

Vamos nos manter atentos às manobras eleitoreiras dos políticos que sobrevivem à custa do Povo de Viseu.

E hora e vez do povo viseuense mostrar o que quer!

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário